Buscar
  • Pedro Ivo

Poemas do livro "Infiltrações"

Acupuntura Literária

novos fluxos nos meridianos psíquicos

a Cura da Linguagem

a Linguagem da Cura.

(as palavras estão adoecidas,

sujas, pesadas, contaminadas

pela fuligem da sociedade industrial,

estagnadas no exílio tridimensional)

* * *

beco escuro do ego

eco cego

atado à espelhos

dos olhos alheios

olhar ressecado

pelo fuligem do tempo

enjôo kármico

anseio do eixo.

/ / /

tão cedo se infiltraram os sintomas

do nosso funcionamento normal.

– somos nossa própria doença terminal.


***


o Espírito quer se revelar

– nessa Região de aparências sólidas –

trevas congeladas –

o Espírito busca brechas

busca o teu Vazio

para se infiltrar

e o Vazio se torna

tua Voz

tua Foz.

teu Vácuo, Vak –

a pAllahvra inaugural

o sOM

que não cessa


* * *



direciono-me ao essencial

inacessível aos afogados na superfície.

desatar a costura nociva que a mente engendra.

olhos ocos de turista

prontos para serem preenchidos

pelos incessantes fluxos da descoberta.

* * *



a pressão da placenta

o limiar de um campo mais amplo

sinto essa urgência & dor.

Asas que anseiam

a amplidão do vento vasto

*


não mais impeço a Aurora

que extravasa infinitamente

a quadratura cinza da mente.

o que está fazendo?

– conectando vastidões


aterrissei para trazer o vôo p/ o chão

A leitura é uma experiência de ressonância maiêutica.



* * *




9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

sinônimos simultâneos

poucos sabem que eu existo. e eu, ignoro completamente a existência de bilhões. apenas agora, neste exato, limitado e mesmo instante. sem contar os que vieram e os que virão. mas sei que nos fatos ess