Buscar
  • Pedro Ivo

O IMPENSÁVEL É INDISPENSÁVEL



O impensável é indispensável.


Para que o aparente corriqueiro se apresente é necessário um arcabouço imensurável de fenômenos inexplicáveis.


Apenas o pouco que conheço do pouco que se conhece sobre o que chamamos de corpo já forneceria mistérios para um amplo período de contemplação assombrada...


Em cada uma das dezenas de trilhões de célula acontecem por volta de 100.000 reações químicas por segundo. O sangue circula ininterruptamente desde o primeiro pulsar do coração, através de um sistema vascular de aproximadamente 96.000 quilômetros de comprimento (mais de duas vezes a circunferência da Terra).


Apenas o cérebro tem por volta 100 bilhões de neurônios (o número de estrelas na via láctea) e cada neurônio faz por volta de 100.000 conexões...


O DNA, conhecido como o “código da vida”, é uma molécula incrivelmente condensada no núcleo de cada uma das trilhões de células... esta molécula possui apenas alguns átomos de largura, mas desenrolada possui por volta de 2 metros de comprimento... todas as moléculas de DNA do nosso corpo estendidas possuem dezenas ou centenas de bilhões de quilômetros, o suficiente para preencher o diâmetro do sistema solar duas vezes...


E a maioria os átomos que formam as células e os líquidos que fluem no corpo são átomos de hidrogênio, que provém da “explosão inicial” que originou este espaço-tempo/energia-matéria por volta de 15 bilhões de anos atrás (dentro do conhecimento científico atual, que certamente é apenas um fragmento da realidade...). Ou seja, os átomos de hidrogênio que testemunharam toda a formação do universo estão aqui em mim e em ti o tempo todo, o restante dos átomos que formam nossos corpos foi fabricado nas estrelas e supernovas.


Estes são alguns fatos selecionados do campo científico e concreto (não incluí elementos de um mistério ainda maior - da consciência, da percepção e afins...).


Com isso, quero trazer para o foco de atenção o incognoscível subjacente sempre presente, para o indizível, o numinoso, o imponderável, o inexplicável que são pré-requisito para absolutamente qualquer fator, fenômeno, objeto, vida e comunicação.


Não é possível existir o que quer que seja sem esse fundamento inegável e irreversível. Para que haja banalidade, futilidade e ignorância, inclusive destes fatos, é necessário que estes fatos existam.


A banalidade ignora ou até mesmo zomba do mistério, mas o mistério é necessário para que possa existir banalidade (que também é um mistério).


Percepções obtusas, opiniões, crenças e dogmas só podem surgir pois algo indizível e insondável propiciou e propicia este surgimento - estas manifestações negligenciam, abafam e dificultam a percepção, a contemplação e o reconhecimento deste espanto essencial que sustenta a existência, mas de modo algum o alteram.


Para que o rotineiro banal aconteça é necessária a presença de um extraordinário insuperável.


Seja realista - só milagres existem.


37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

poucos sabem que eu existo. e eu, ignoro completamente a existência de bilhões. apenas agora, neste exato, limitado e mesmo instante. sem contar os que vieram e os que virão. mas sei que nos fatos ess